Peças infantis exibidas gratuitamente

O Projeto Ceninha Sul, contemplado pela Lei Aldir Blanc, vai exibir espetáculos infantis gratuitamente por meio de sua página no Facebook.


A partir da segunda quinzena de abril, seis espetáculos teatrais infantis serão transmitidos gratuitamente pela página do Facebook https://www.facebook.com/ceninhasul E até meados de junho, os vídeos ficarão disponíveis para as escolas da rede pública e privada do Estado para serem utilizados de forma pedagógica.

Os espetáculos serão montados e gravados especialmente para o festival nos teatros do SESC em Canoas e Gravataí. A gravação das peças ao longo do mês de abril faz parte do festival Ceninha Sul, promovido pela Mezanino e Mais Além Produções e tem apoio do Sistema Fecomércio - SESC RS. O projeto foi contemplado pela Lei Aldir Blanc (Nº 14.017/2020), aprovada no dia 29 de junho de 2020, uma homenagem ao compositor e escritor que morreu em maio, e tem oportunizado renda emergencial para trabalhadores da área cultural, ajuda para manutenção de espaços culturais e empresas culturais e editais e chamadas públicas. O repasse é feito pelos governos estaduais e municipais.




O projeto Ceninha Sul foi selecionado no edital 09/2020 – “Produções Culturais e Artísticas”, que disponibilizou recursos recebidos pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul para fomento à cultura, em atendimento ao previsto no inciso III do art. 2º da Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020 - Lei Aldir Blanc, que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública.



A Praga de Unicórnios Exibição disponível de 18 a 24 de abril

Sinopse:

A Praga de Unicórnios é uma fábula urbana que trata do direito da criança à felicidade. Em um condomínio com canteiro florido, animaizinhos domésticos e até pracinha, o síndico resolve proibir animais, obrigando todas as pessoas a se desfazerem dos seus bichinhos. Mas o condomínio também tem crianças! E do nada surge uma praga de unicórnios que é o símbolo fantástico dessa aventura.

Ficha Técnica:

Autor: Ana Maria Machado

Direção: Lisiane Medeiros

Elenco: Carlos Azevedo, Lauro Fagundes, Marina Fervenza, Natasha Villar


Alice além da toca do coelho Exibição disponível de 23 de abril a 29 de abril

Sinopse:

Qual a única semelhança entre todos os seres do universo? Certo dia, Alice persegue um coelho branco de colete e relógio, caindo em um buraco que a leva para um lugar onde nem tudo é o que parece ser. E, ao se deparar com seres distintos daqueles que habitam o universo de onde veio, Alice encontra-se com diferentes versões de si mesma, questionando a realidade a partir das reflexões e aprendizagens presentes em sua jornada. Alice: além da toca do coelho é um espetáculo baseado na obra clássica de Lewis Carroll que fala sobre amizade, curiosidade, empatia e os laços que nos unem apesar de nossas diferenças.


Ficha Técnica:

Direção: Sue Gotardo Elenco: Danuta Zaghetto, Manu Goulart, Luiz Manoel, Thiago Silva Cenografia: Alex Limberger Cenotécnica: Alex Limberger e Daniel Fetter Figurino: Daniel Lion Acessórios: Diego Steffani Iluminação: Thais Andrade Trilha Sonora: Cau Netto Preparação Corporal: Béthany Martínez Coreografias: Béthany Martínez e grupo Fotografia: Adriana Marchiori Produção: Sue Gotardo

Duração: 55 minutos


Assista aqui: https://vimeo.com/538693079/8169d4fa04?fbclid=IwAR3DkT4uvgNeQ_o0KTHfJcgxbe3hfTjpQ3Pt17l0yMzczDQQOwI7nDxJ3Ag


Foto: Adriana Marchiori



As aventuras de João, a Princesa e o tapete voador Exibição disponível de 28 de abril a 3 de maio

Sinopse:

"Lá depois da curva, subindo e descendo o morro” moravam Dona Cotinha e seus dois filhos: João, um menino que vivia no mundo da lua e Pedro, estudioso e muito sabido. Um convite para Pedro e uma bolsinha mágica para João mudam completamente o destino dos irmãos. Tem cigana, cavaleiro e princesa nesta história, até um tapete voador. De maneira lúdica, com canções inéditas e cantigas de roda bem conhecidas de nossas crianças os protagonistas e o público vão descobrindo que ser legal é muito legal.


Ficha Técnica:

Dramaturgia: Guilherme Ferrêra Direção: Suzi Marinez Concepção estética: Suzi Martinez Elenco: Clarissa Siste, Guilherme Ferrêra e Henrique Gonçalves Cenografia: Rococó Produções Artísticas e Culturais Figurino: Guilherme Ferrêra e Suzi Martinez Máscaras: Samara Barros Iluminação: Roger Santos Trilha pesquisada e músicas originais: Guilherme Ferrêra e Suzi Martinez Provocação Musical: Simone Rasslan VideoMaker: Júlio Estevan Fotografia: Tom Peres Produção e Realização: Rococó Produções Artísticas e Culturais

Duração: 45 minutos


Assista aqui: https://vimeo.com/540936150/6b0552df25?fbclid=IwAR2IxmhFardXmgT0Ok1VEIr4eYEhlZ1UOzsrVzgW8qER9ZYIEf954LRTSqs





Era uma vez: Contos, Lendas e Cantigas Exibição disponível entre 3 e 9 de maio


Sinopse:

A partir de dramaturgia inédita, o espetáculo revisita as Lendas de Nossa Senhora Aparecida e do Negrinho do Pastoreio, abrindo espaços onde, de forma atraente e delicada, pode-se trabalhar a transversalidade dos elementos das Culturas Afrodescendente e Gaúcha, além de uma reflexão sobre o bullying e as diferenças, trabalho infantil e os aspectos que auxiliam na formação da identidade. É entremeado por cantigas extraídas do Cancioneiro Popular Gaúcho e outras especialmente compostas para o espetáculo, executadas ao vivo acompanhadas por violão e percussão. Vale-se de recursos cênicos simples e poucos objetos, abrindo espaço para que o espectador imagine, envolvendo-se, criando imagens e estimulando lúdico em uma atmosfera de interação.


Ficha Técnica:

Texto e Direção: Guilherme Ferrêra Elenco: Guilherme Ferrêra e Henrique Gonçalves Cenografia: Conceição Jobim Figurino: Lucia Ferreira Iluminação: Roger Santos Sonoplastia: Roger Santos, Henrique Gonçalves e Guilherme Ferrêra Fotografia: Rodrigo Kão Identidade Visual: Jéssica Barbosa Assistente de Produção: Alessandra Bier Trilha executada ao vivo, produção e realização: Rococó Produções Artísticas e Culturais

Duração: 50 minutos


Link para assistir será divulgado em breve. Esteja atento a página oficial do Ceninha Sul

Página Oficial: https://www.facebook.com/ceninhasul/



Os Saltim(b)ancos Exibição disponível de 10 de maio a 16 de maio

Sinopse:

O grupo de animais que decide se rebelar contra o destino virou fenômeno entre crianças e adultos no Brasil: o musical italiano adaptado por Chico Buarque e lançado em plena ditadura militar, embala gerações desde 1977 e é uma das referências infantis do teatro. Cansado de trabalhar na roça, o Jumento parte rumo à cidade em busca do sonho de viver de música e, pelo caminho, encontra os demais integrantes da história – Galinha, Cachorro e Gata.


Ficha Técnica:

Tradução e adaptação: Chico Buarque Texto: Sergio Bardotti | Músicas: Luis Bacalov Direção: Fabrizio Gorziza Elenco: Letícia Paranhos, Lucas Sampaio, Luciano Pieper e Yuri Niederauer Direção coreográfica: Letícia Paranhos Cenografia: Fabrizio Gorziza e Diane Sbardelotto Figurinos: Diane Sbardelotto Iluminação: Nara Maia Técnico de Áudio: Clauber Scholles Direção de produção: Luísa Barros

Duração: 55 minutos


Link para assistir será divulgado em breve. Esteja atento a página oficial do Ceninha Sul

Página Oficial: https://www.facebook.com/ceninhasul/




As aventuras e desventuras de Pinóquio Exibição disponível de 16 a 22 de maio

Sinopse:

Pinóquio é o boneco de madeira mais conhecido do mundo. Criado por Gepeto – um marceneiro que se dedica a reformar brinquedos –, esse boneco passa a viver como uma criança comum, embora viva com diferenças que precisam ser superadas para que alcance seu sonho- tornar-se um menino de verdade. A história é uma grande metáfora que expõe as mazelas do mundo - a miséria, o egoísmo, as relações deturpadas e o desprezo pela educação, como também o amor como mola mestra para o renascimento, a busca do sonho para a plenitude. Pinóquio tornou-se uma das referências da literatura italiana e ganhou versões adaptadas em diversos formatos. A riqueza desta história permite inúmeras leituras, por públicos de diferentes idades. É uma grande aventura entregar-se a este Pinóquio, que erra, sofre e se redime para tornar-se gente.


Ficha Técnica:

Direção: Marlise Damin Elenco: Clarissa Siste, Lucas Krug, Juliano Bitencourt, Paulo Adrian, Marcelo Herrera. Com participação especial Douglas Cruz Livre Adaptação do Texto de Carlo Collodi: Ane Minuzzo Letras de Músicas: Ane Minuzzo Trilha sonora: Marcão Acosta Preparadora corporal e coreógrafa: Lúcia Brunelli Maquiagem: Luana Zinn Criação de cenário: Marlise Damin Figurinista: Débora Germann Cenografia: Max e Denise Pacheco Lopes Produção: Marlise Damin e Paulo Adriane Artesão: Tabajara

Duração: 65 minutos


Link para assistir será divulgado em breve. Esteja atento a página oficial do Ceninha Sul

Página Oficial: https://www.facebook.com/ceninhasul/


Abaixo, segue + informações dos espetáculos e a exibição na página:

https://www.facebook.com/ceninhasul


Hashtags oficiais #leialdirblanc #leideemergenciacultural #novasfaçanhasnacultura.


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo