• EntreAtos

Clown Internacional com Raquel Sokolowicz

Raquel Sokolowicz é pioneira no ensino do Clown na Argentina, com mais de 30 anos de experiência, além de ser atriz e diretora.Tem uma forma especial de trabalhar com atores/atrizes.


Clown: formação e treinamento do ator, é para iniciantes/interessados que não tem experiência com Clown ou que já fizeram algum curso e desejam aprofundar seu trabalho, sob a perspectiva e a pedagogia da Raquel. Esse curso pode ter participantes de várias áreas, músicos, bailarinos, artistas plásticos, cenógrafos, arquitetos, psicólogos, médicos, professores, pessoas curiosas pelo universo do palhaço.  Quando?

25 a 31 de março, segunda à sexta 18h30-22h

sábado (30/03) e domingo (31/03) 10h - 14h30


Onde?

Casa de Teatro de Porto Alegre.

Vagas limitadas. INFORMAÇÕES SOBRE MATRÍCULAS:

Sergio Lulkin

E-mail: sergiolulkin@gmail.com

Fone:  51 9 9348 7137 


Conheça um pouco da Atriz, Diretora e Professora Raquel Sokolowicz.

Estudou em Buenos Aires com Miguel Guerberof, Hector Bidonde e na Escuela Nacional Arte Dramático. 

Em Paris, estudou na L'École des Bouffons, de Serge Martin.  

Discípula de Monika Pagneux (Pagneux, mestra que comandou a preparação corporal do Centro de Investigações Teatrais dirigido por Peter Brook), participa do trabalho de Preparação corporal do ator. Com Monika. Pagneux e com Philippe Gaulier; estuda na Escola de Formação Teatral, dirigida por Gaulier.

Trabalhou na Itália com o Teatro Núcleo de Ferrara.

É Bacharel em Artes pela Faculdade de Filosofia e Letras/Universidade de Buenos Aires.

Como atriz, trabalhou em Propiedad clausurada (E.N.A.D. 1980), Las viejas putas (C.C. Ricardo Rojas, 1994), Las Carolinas (Argentores, 2006); Desde el monte (NoAvestruz, 2007); Golpe de aire (Teatro Sarmiento/ Complejo Teatral de Buenos Aires, 2012); Jettatore! (Complejo Teatral de Buenos Aires, 2016. Gira Cuyo 2017. Centro Cultural San Martín 2018) y Bonjour (El Extranjero, 2018).


Raquel Sokolowicz

Dirigiu e interpretou Los días felices, El loco a los pies de la cruz (Lierre Theatre, 1982) e Home sweet Home (Primeira Bienal de Arte Joven, 1989).

Fez preparação de ator para os bailarinos do Ballet Estable e a direção de atores e cênica  do El circo de los Animales no Teatro Colón de Buenos Aires (1997) e no Teatro Municipal de Rio de Janeiro (1999).

Fez preparação de ator para os cantores e colaborou com a montagem de Mahagonny Songspiel  no Centro de Experimentación del Teatro Colón (1998).

A partir de um poema de T. Bernhard escreveu e dirigiu La tercera patria (El Portón de Sánchez, 2000), obra pela qual recebeu “Subsidio a la Creación Artística” da Fundación Antorchas.

Dirigiu, também, Viaje a Otrasia (C.C. Ciudad de Buenos Aires, 1988) Sólo quiero que me amen (Fray Bentos, 1993), Uriarte 5 (em sua própria casa, 2002), paraluisa (Silencio de Negras, 2004) e De paso (Pata de ganso, 2009).

Convidada por Mapa Teatro Laboratório de Artistas montou em Bogotá No te rías queso duele, inspirada em textos de V. Piñera (Mapa Teatro, 2005).

Dirigiu Parece ser que me fui. Apresentada em Buenos Aires por três anos consecutivos (No Avestruz, 2007 / 2008 / 2009) a peça participou de diversos festivais na Argentina e no exterior, entre outros:  Esse monte de mulher palhaça - Festival Internacional de Comicidade Feminina - Rio de Janeiro; 6º Encuentro de Teatro - Olavarría, onde obteve o Prêmio do Público; Festival de Clown de El Bolsón; Semana del Teatro Independiente - Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires; Festival 3 Semanas de Payasada - Teatro Nacional




30 visualizações

Ponto de Encontro

Blog

Cadastre-se

Fale conosco

Contate-nos: (51) 9 99848922

Porto Alegre/RS

 Das 10h às 19h

Encontre-nos nas redes sociais:

  • Facebook Entreatos
  • Twitter Entreatos
  • Instagram Entreatos
  • YouTube